CRIANCEIRAS | MARIO QUINTANA
 

 

 
 

Concebido pelo músico Márcio de Camillo a partir da obra de Manoel de Barros, o mais aclamado poeta brasileiro da contemporaneidade, inspirado nas iluminuras da artista plástica Martha Barros, sob a direção de Luiz André Cherubini e com a estética teatral do Grupo Sobrevento de Teatro de Animação, o espetáculo CRIANCEIRAS, amálgama teatro e cinema de animação, música, tecnologia digital e literatura, fazendo-se ponte da obra poética para a infância. A cena é construída a partir do brincar dos intérpretes com a palavra do poeta musicada em interação com imagens físicas e projetadas que, delicadamente, no desenrolar das intrigas caçam jeitos inesperados para a liberdade dos curiosos personagens Bernardo, Sabastião, Caranguejo Se Achante, Sombra-Boa, e outros. Uma encenação delicada, sofisticada, inusitada e bela, concebida por artistas criadores comprometidos com a estética contemporânea da arte feita para crianças.

currículos dos artistas

LUIZ ANDRÉ CHERUBINI . DIRETOR TEATRAL

Um dos fundadores do Grupo Sobrevento, Companhia Teatral especializada em Teatro de Bonecos e de Animação, com doze anos de trabalho contínuo e com o qual se apresentou em dezenas de cidades brasileiras e participou dos principais Festivais de Teatro do Brasil, além de apresentar-se em diversas turnês internacionais. Dirigiu todos os espetáculos do Sobrevento, organizou Festivais Internacionais de Teatro de Animação e Mostra de Teatro para Bebês no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Foi, também, curador do Primeiro Festival Internacional de Teatro Rio Cena Contemporânea, em 1997, do Festival Sesi Bonecos do Mundo e Sesi Bonecos do Brasil, realizado em diversas cidades das regiões Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul, de 2003 a 2009. Promoveu e ministrou, também, palestras, mesas redondas e oficinas (destinadas a professores, crianças, jovens ou profissionais de Teatro) em diversas áreas do Teatro e,especialmente, do Teatro de Animação. Foi professor das cadeiras Teatro de Animação I e II na Escola de Comunicação e Artes - ECA - da Universidade de São Paulo – USP, em 2000.
www.sobrevento.com.br

MANOEL DE BARROS . POESIAS

Manoel Wenceslau Leite de Barros, nascido em Cuiabá, 19 de dezembro de 1916, é um poeta brasileiro do século XX, pertencente, cronologicamente à Geração de 45, mas formalmente ao Modernismo brasileiro, se situando mais próximo das vanguardas europeias do início do século, da Poesia Pau Brasil e da Antropofagia de Oswald de Andrade. Recebeu vários prêmios literários, entre eles, dois Prêmios Jabuti. É o mais aclamado poeta brasileiro da contemporaneidade nos meios literários. Enquanto ainda escrevia, Carlos Drummond de Andrade recusou o epíteto de maior poeta vivo do Brasil em favor de Manoel de Barros. Sua obra mais conhecida é o "Livro sobre Nada" de 1996. As 10 poesias que compõem o repertório do cd e o espetáculo 'Crianceiras', foram extraídas de livros de diferentes fases de sua carreira, por meio de pesquisa cuidadosa da obra completa do artista.

MARTHA BARROS . ILUMINURAS

Carioca, com raízes em Campo Grande (MS), Martha Barros é formada em Biblioteconomia mas foi na pintura que a artista encontrou sua verdadeira fonte de inspiração. Cursou o atelier de Hélio Rodrigues e frequentou a Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde estudou com mestres como João Magalhães, Gianguido Bonfanti, Charles Watson, John Nicholson e Anna Bella Geiger. Participou de inúmeras individuais e coletivas no Rio e em Mato Grosso do Sul e assinou capas de livros de vários autores e do cd com texto de Clarice Lispector, na voz de Aracy Balabanian (Editora Luz da Cidade). Filha do poeta Manoel de Barros, Martha herdou do pai o lirismo e o gosto pelas coisas pequenas, pelo intocado, que a leva a recriar a inocência. Tal como os artistas e vanguardistas que buscaram a liberdade do imaginário e do inconsciente, como Kandinsky, Klee, Miró e Chagall. A partir do “Livro das Ignorãças” e da capa de ”O livro de pré-coisas”, lançado em 1997, pela Record, Martha vem colocando suas ilustrações preciosas na obra do pai. Foi assim em “Ensaios fotográficos” (2000), “Tratado geral das grandezas do ínfimo” (2001), “Cantigas por um passarinho à toa” (2003) e “Memórias inventadas – A infância” (2003, Editora Planeta). Suas “iluminuras” transmitem a atmosfera lúdica da poesia de Manoel de Barros, um trabalho muito próximo ao que ele faz com palavras, sem, no entanto, permitir que a ilustração se transforme em legenda para o texto. A artista utiliza texturas e materiais diversos, que vão desde o papel e passam por tecidos, rendas e trapos aplicados à técnica de tinta acrílica sobre tela. O resultado é um trabalho espontâneo de cores e grafismos, direto e singelo.
www.marthabarros.com.br

MÁRCIO DE CAMILLO . DIREÇÃO MUSICAL / MÚSICO

Músico, compositor e instrumentista, Márcio De Camillo foi criado no Mato Grosso Sul. O artista lançou sete cds e um dvd, gravado ao vivo em Campo Grande (MS).Destaca-se também como produtor artístico e cultural, tendo realizado importantes projetos para a divulgação da cultura de sua região pelo país, divulgando a música da fronteira para todo o Brasil e também para outras regiões do mundo. Na região merece destaque o projeto “Gerações”, patrocinado pela Petrobras (2006), o cd conta a história da música sul-mato-grossense em encontros de gerações de novos e tradicionais artistas. No Rio de Janeiro, os projetos “Violas do Brasil” (2004), que reuniu no Centro Cultural Banco do Brasil os principais violeiros brasileiros, e o projeto “Música do Brasil Central”, retratando a identidade musical, promovendo a arte e os artistas do centro-oeste brasileiro. Em 2008, Márcio percorreu quatro países – Espanha, Portugal, Itália e França – divulgando sua música e os instrumentos típicos de sua região, ampliando ainda mais seu raio de ação pela difusão da cultura regional, promovendo o acesso e o intercâmbio cultural. Nos projetos educativos, destacam-se “Nossa Escola, Nosso Canto” e “ Intervalo Musical”, ambos desenvolvidos na rede pública de ensino, municipal e estadual de Campo Grande, aproximando os artistas dos estudantes, e o mais recente, “ Crianceiras” – Cd e Espetáculo, também com o objetivo de promover a educação através da arte.
www.marciodecamillo.com.br

PRODUTORAS PARCEIRAS

CRIATTO PRODUÇÕES

A Criatto Promoções, empresa de Marketing Cultural, elabora e realiza projetos artísticos em toda sua extensão, seja na área de shows ou eventos culturais, bem como no lançamento de produtos, buscando apoio de recursos públicos e/ou privados. Entre suas realizações destacam-se: Produção artística do CD “Mato Grosso do Sul Meu Amor” com Renato Teixeira(1995); Produção do programa Ensaio/ TV Cultura com o instrumentista Ulisses Rocha; Produção do lançamento do primeiro CD de Márcio De Camillo “Olhos Dágua” (PARADOXX) em São Paulo (1995); Produção do segundo CD de Márcio De Camillo, Telepaticamente, em Campo Grande (2001); Produção do show de Marcio De Camillo no Projeto “Segundas no Memorial” / Memorial da América Latina, São Paulo (2002); Produção da gravação ao vivo do CD de Marcio de Camillo no Teatro Aracy Balabanian (2003); Produção do show “O Som da Palavra” de Marcio de Camillo no Teatro Prosa (2003); Produção do projeto “Violas do Brasil” no CCBB-Rio / Rio de Janeiro (2004); Produção do projeto “Intervalo Musical”, shows regionais em escolas estaduais de Campo Grande (2004); Produção do projeto “Nossa Escola, Nosso Canto”, shows regionais em escolas municipais de Campo Grande (2004); Produção Executiva do DVD “Ao Vivo”de Marcio de Camillo (2004), veiculado nacionalmente pela TV Senado e Canal Brasil (2007); Produção do Seminário do Itaú Cultural para o projeto “Rumos Musicais” em Campo Grande (2004/2007); Produção Executiva do Cd e show “Gerações” realizado em Campo Grande/MS, com patrocínio da Petrobrás (2006); Produção do Show “Terceiras Intenções” com os compositores Jerry Espíndola, Rodrigo Teixeira e Márcio De Camillo no Teatro Prosa (2005); Produção do show de Xangai no Teatro Aracy Balabanian/Campo Grande ( 2006); Produção Executiva do CD “Me Deixar Levar” de Márcio De Camillo (2007); Direção Artistica do show “Sonhos Guaranis” Projeto Ava Marandu” (2010); Produção executiva do Cd e show de lançamento do Hermanos Irmãos (2010); Produção da Turnê Circuito Universitário MS Hermanos Irmãos ( 2011/2012); Produção do CD Infantil “Crianceiras” Manoel De Barros (2011); Produção do Projeto “ Música do Brasil Central” no CCBB-Rio (2011); Produção da montagem e lançamento do espetáculo cênico musical “Crianceiras” (2012)

Marruá Arte e Cultura

A produtora Marruá Arte e Cultura atua em produção cultural e artística, no âmbito do teatro, música, cinema/audiovisual e fotografia. Em 2010 e 2011 fez a produção local do Festival Internacional de Teatro de Objetos, promoção da Casa da Indústria no Centro de Convenções Albano Franco, destacado projeto que mereceu a distinção de maior realização na área cultural no estado. Coproduziu o projeto Campo Grande Meu Amor, curso de cinema documentário, 2011, e participou da execução e coordenação pedagógica das oficinas de cinema e fotografia realizadas nas aldeias guarani de MS pelo projeto Ava Marandu – Os Guarani Convidam, em 2010. coproduziu o projeto Mídias Contemporâneas Narrativas Populares 2009, curso de produção audiovisual desenvolvido em módulos envolvendo toda a cadeia produtiva do cinema, patrocinado pelo Instituto Oi Futuro. Em 2009, fez a produção local do projeto Sesi Bonecos do Brasil no Parque das Nações Indígenas em Campo Grande, reconhecidamente uma das mais exitosas produções regionais do projeto que circula todo o País. Parceira do Pontão de Cultura Guaikuru, implementado em dezembro de 2008, em Campo Grande/MS. Produção do show Noites de Gala da cantora Mônica Salmasso, Teatro Glauce Rocha, 2008, Campo Grande/MS. Produção da Homenagem em Campo Grande Tom Jobim: Afro Bossa Nova, com Armandinho e Paulo Moura, produção nacional da Falcão Produções. Produção de espetáculos teatrais como O homem a besta e a virtude, de Chico Spinosa, no Teatro Aracy Balabanian, Campo Grande/MS, do show Cê, de Caetano Veloso, no Rádio Clube Campo. Produção Local do Sesi Bonecos do Brasil 2005. Realizou o Festival de Teatro “Campo Grande, quem é essa Morena?”, centenário de Campo Grande, no Palácio Popular da Cultura, 1999. Realizou temporadas da peça A Família Addams, no Teatro Prosa e Teatro Aracy Balabanian, 1998, e no Teatro Dom Bosco, 1999, Campo Grande/MS. Temporadas da peça Um por todos, todos por um – Teatro de Bonecos, 1999, em dezenas de escolas estaduais. Temporadas da peça Isto aqui ainda vai ser uma grande cidade, de Conceição Leite e Andréa Freire, no Teatro Fernanda Montenegro e no Espaço Cultural Morada dos Baís, 1997, projeto escola da Fundação Barbosa Rodrigues, 1998. Temporada da peça A formiguinha e a neve, no Centro Cultural Arte Viva, no Projeto O Teatro Vai à Escola, da Fundação Barbosa Rodrigues, no Circuito Sesi/ TV Morena-Globo, Teatro Glauce Rocha, Teatro Aracy Balabanian, 1997/1998 – Prêmio de Melhor espetáculo infantil de Mato Grosso do Sul no XVIII Festival Sul-mato-grossense de Teatro, 1997, Aquidauana/MS. Temporada da peça Atos de segurança, na Empresa Ceval, 1995, Campo Grande/MS. Produção do show Danilo Caymmi e Guilherme Rondom, Palácio Popular da Cultura, 1996, Campo Grande/MS. Temporadas da peça O Mágico de Oz, de Frank Baum, Teatro Glauce Rocha, Salão Nobre do Rádio Clube Cidade, Projeto A Escola Vai ao Teatro, Teatro Glauce Rocha, 1995/ 1996 - Campo Grande/MS. Realização do Projeto Música in Cena, com Emmanuel Marinho e Pedro Ortale, Teatro Glauce Rocha, 1995, Campo Grande/MS. Show Tetê & Alzira Espíndola, Teatro Glauce Rocha, 1995, Campo Grande/MS. Produção em fotografia de projetos aliando o olhar não natural com os aspectos ligados à cidadania, com projetos como Nosso Olhar, com oficinas nas Unidades de Educação para Menores em Campo Grande/ MS e em escolas pantaneiras e diferentes localidades de Campo Grande e interior de Mato Grosso do Sul.

Ficha Técnica

Poesias – Manoel de Barros (MS)
Concepção e Direção MusicalMárcio de Camillo (MS)
Iluminuras – Martha Barros (RJ)
DireçãoLuiz André Cherubini (SP)
Assistente de DireçãoAndréa Freire (MS)
MúsicosChicão Castro (MS) e Júnior Negretti (MS)
Atores – Ângela Montealvão (MS) e Geraldo Saldanha (MS)
Cenografia e Figurino – Telumi Hellen (SP)
Adereços – Carol Jordão (MS)
Animação audiovisual – Josué Junior . Animatronic Estúdio (MS) e Andrea Senise (SP)
Registro FotográficoVânia Jucá (MS)
VJ – Adrian Okumoto (MS)
Desenho de Luz – Renato Machado (RJ)
Técnico de LuzCamila Jordão (MS)
Técnico de SomWilly Pertinhes (MS)
Design GráficoLula Ricardi . XYZ Design (SP)
Produção ExecutivaIzabella Maggi (MS)
Assistente de ProduçãoCristiano Maggi (MS)
Co-produçãoCriatto Promoções e Marruá Arte e Cultura (MS)